Preço Volátil - Lágrimas de um Brasil sem Ética by Jordan AGUI Lovers

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Preço Volátil - Lágrimas de um Brasil sem Ética by Jordan AGUI Lovers

Mensagem por Jordan_Belfort em Seg Mar 07, 2016 8:16 pm

Rio de Janeiro, subúrbio, bairro da Língua Mole, um pequeno pólo comercial popular, onde vários comerciantes tentam ganhar a vida, mas a história foca em dois: os varejistas João Boizão e Aurélio, rivais desde a adolescência até hoje.

Dono da loja de departamentos Rancho do Boizão, João é um comerciante autoritário, capaz de tudo para vender o máximo que puder, mas principalmente, derrotar seu maior inimigo. Capaz até mesmo de inventar um personagem pra si próprio para alavancar sua popularidade. Nascido Gumercindo da Silva e carioca da gema, percebeu o quanto caipiras têm apelo com o público-alvo, estudou sotaque, trejeitos e criou João Boizão, o caubói do sucesso, um tipo único e inconfundível, cheio de manias e tiques do interior, símbolo da virilidade, com uma vida inteira no campo pra contar, apagando completamente sua infância e adolescência urbanas do mapa, estando tão imerso no personagem que criador e criatura já se confundem. Casado com Maria Divina e pai de Denílson e Susy, acredita que a família tem como única função servi-lo. Maria Divina é tratada por Boizão como uma empregada, o caubói é enfático: mulher dele não trabalha pra ninguém que não seja ele e a família dele. Vê o marido como modelo de homem ideal por conta de sua educação machista, mas está cada vez mais desiludida com o casamento, porém sua forte religiosidade não a faz cogitar a separação. O machismo do vaqueiro fica ainda mais evidente com a diferença de tratamento entre os filhos: Denílson tem muito mais liberdades e regalias que Susy por ser homem. Enquanto ele vive matando o trabalho de gerente, ela é obrigada a divulgar a loja dentro de uma fantasia de vaca. Susy batalhou muito com o pai pra poder fazer faculdade, mas não tem a confiança dele para um cargo importante por ser mulher. Apesar disso, Susy sabe dobrar o pai e fingir ser a filha ideal, mas seus planos são muito diferentes dos que o pai quer para ela.

Aurélio é o oposto do rival. Tímido, afobado, certinho, mais passivo e de estilo empresarial mais comedido, sempre tenta desmascarar Boizão, tentando arrumar provas de que ele não é caipira de verdade. Dono da loja A Feminina, dedicada a produtos de consumo para as mulheres, seu sonho é viver dos próprios inventos, que ele acredita serem geniais, mas são só inutilidades. No passado, os rivais disputaram Maria Divina, que escolheu Boizão, restando a Aurélio se casar com Thaluna, uma tatuadora marrenta e vida louca que deu um filho a ele, Rafael, e depois se separaram por incompatibilidade de gênios. Se casou novamente com Xala Lorraine, que visou em Aurélio um potencial empresário de sucesso e se apressou em fisgá-lo. Mas o sucesso nunca chegou e o casamento se mantém porque Xala tem consciência que o marido é o único homem em quem ela manda completamente. O grande sonho de Xala Lorraine é ser a imperatriz do samba no país. Foi, por muito tempo, rainha de bateria da escola de samba do grupo de acesso B Unidos da Língua Mole e ficou negativamente marcada por nunca conseguir subir sua escola de grupo. Com a idade, foi destronada, mas acredita que o povo de Língua Mole é seu fã e clama por seu retorno ao sambódromo. Arrasta uma bateria própria pra todo evento que vai e rouba adereços da escola para usar na rua com a ajuda de seu melhor amigo Bombom, homossexual com problemas de dicção, integrante da Unidos da Língua Mole que é seu único fã verdadeiro.

Entre brigas malucas e rivalidades familiares, a vida dos lojistas se cruza com a de Bia Espadrilha, estilista famosa da marca de sapatos, bolsas e roupas homônima. Chique e ácida, é a presidente da grife desde que seu marido, o francês Claude Remy, foi dado como morto em um acidente aéreo que vários juram ter sido provocado por ela. Nunca havia trabalhado antes do marido morrer, mas adquiriu firmeza, a ponto de ser chamada de Sapatona como um trocadilho à sua personalidade difícil. Os dois tiveram Pedro, um rapaz sensível que sente falta de mais presença da mãe, que por sua vez, cobra do filho o fato dele ainda não ter se encontrado profissionalmente. Bia tem um caso com Alex, jovem carreirista que ambiciona crescer em sua empresa e melhor amigo de Pedro, mas Alex vê o amigo de infância como uma peça de seu jogo enquanto Pedro o vê como um ídolo. Com o país em crise, Bia, apesar de não tanto como os mais pobres, também sente os efeitos do crash da economia, precisando diminuir nos gastos, até ver sua empresa começar a entrar em declínio. Ao cruzar com Boizão e Aurélio, identifica neles potenciais empreendedores que podem ajudá-la a recuperar os lucros e quem sabe, posteriormente, sucedê-la na presidência da Bia Espadrilha, além de, de quebra, ficar bem com a mídia ao investir no empreendedorismo suburbano em um momento em que as classes mais baixas precisam de incentivo. Assim, Bia resolve testar a capacidade empresarial e ética dos dois, avaliando-os minuciosamente, premiando o ganhador com uma sociedade com ela. Ao saber dos planos da chefe, Alex fica irado e vê nos lojistas inimigos que terá que derrubar para conseguir o cargo que sonha.

Pra acirrar ainda mais a disputa, Bia decide destinar um assistente a cada candidato à sua fortuna. Os escolhidos são Oscar e Zora, que têm muita história juntos pra contar. Amigos e colegas de faculdade de Bia, Oscar e Zora se apaixonaram e se casaram, tendo um filho, Arnold. Mas Zora, tipo workaholic e sistemática, quase robótica, sempre colocou a carreira em primeiro lugar, e na primeira oportunidade que teve no exterior, abandonou a família pelo trabalho, aproveitando o desgaste que seu casamento sofria pela falta de ambição do marido. Oscar ficou no Brasil, criou Arnold com muito carinho e seguiu sua vida como funcionário de Bia. Com a crise, Oscar é demitido em um corte de pessoal por Bia e se vê desempregado pela primeira vez na vida. Zora volta ao Brasil dizendo que quer tirar um ano sabático, mas esconde que seu negócio no exterior faliu por vergonha. O ex-casal sempre troca farpas para esconder a paixão que ainda não morreu totalmente. Oscar fica feliz ao ser chamado por Bia novamente, enquanto Zora se revolta por ter achado que ia trabalhar em sociedade com Bia, mas sem poder renegar a oferta, acaba aceitando, principalmente por estar competindo com seu ex e ter a certeza da vitória.

As relações entre líderes e liderados não saem como o esperado. João Boizão coloca Oscar para ser estagiário na loja, o que o faz ficar desesperado. Boizão sempre despreza as boas ideias de Oscar. Já Aurélio, como esperado, é totalmente dominado por Zora, que já chega botando banca e exigindo ser a gerente, afirmando que fará com que ele ganhe a bolada com seus métodos, e exige também ficar com metade do dinheiro que Aurélio ganhar no processo, gerando uma rixa com Xala Lorraine, que não aceita a personalidade forte de Zora.

Em um jogo valendo tudo, as armas e conceitos éticos de cada um começam a aparecer. Os estilos ficam bem claros: enquanto Aurélio quer jogar com honestidade, Boizão é capaz de tudo para vencer, inclusive de sabotar o inimigo. Boizão chega a tentar seduzir Bia para conseguir vencer.
Como Boizão e Aurélio, Oscar e Zora são rivais ferrenhos e farão de tudo para vencer o outro, mas a dinâmica amorosa deles sofre um baque inesperado: com o desgaste do casamento de Boizão, Maria Divina e Oscar ficam cada vez mais amigos e nasce uma paixão entre eles. Divina teme a reação da família, mas está encantada por Oscar como ele por ela. Aurélio e Xala também passam por um período morno, os dois não identificam mais um no outro características que os liguem de verdade. Aurélio passa a pensar em como seria a sua vida se tivesse se casado com Divina e é obrigado a engolir Oscar assumindo um papel primordial na vida dela. Em contrapartida, embora nenhum dos dois queira assumir, o relacionamento de Aurélio e Zora também cresce, gerando uma constrangedora e evidente tensão sexual entre eles. Boizão e Divina se separam e Oscar investe no sonho dela de ser estilista, fazendo-a passar por uma grande transformação física e psicológica e adotando o pseudônimo de DIVA, fazendo-a entrar no radar de Bia. Nesse ponto, as relações entre líderes e assistentes está controversa demais e Bia decide trocar os liderados de patrão: Zora passa a trabalhar com Boizão e Oscar com Aurélio, gerando ainda mais encrenca.

Quem também terá um forte dilema ético para enfrentar é Susy. A rivalidade entre Boizão e Aurélio tem um forte elo que os une: Susy e Rafael são apaixonados, mas muito diferentes. Enquanto Rafa é pacato e não liga pra dinheiro, Susy quer ser milionária e sair da aba do pai. Nisso, Susy conhece Alex e os dois, vendo um no outro a mesma sede de poder, se aliam em um golpe: Susy seduzirá Pedro e será orientada por Alex sobre como agir e se vestir, sem que ninguém saiba que ela é filha de Boizão. A menina, a princípio, tem dúvidas, mas vendo seu namoro esbarrar em dificuldades e mensurando o dinheiro rápido que pode ganhar, pega o caminho mais curto. Antes da farsa ser revelada, Xala descobre tudo e passa a chantagear a menina para não contar nada a Rafael, já que a essa altura o romance entre os dois já foi descoberto. Após a filiação ser descoberta, Susy consegue dobrar Boizão, Bia e Pedro e ainda continuar com Rafael, mas pouco a pouco, as diferenças entre eles começam a afastá-los de vez. Ao mesmo tempo, os sentimentos de Susy e Alex começam a se confundir e o que antes era apenas uma parceria começa a virar paixão, mas não sabem explicar o que sentem. Rafa também ganha um novo par, a determinada Jasmin, afilhada de Bia que vem trabalhar no Brasil após se formar no exterior e que prefere começar de baixo ao invés de ter um cargo por nepotismo na empresa de Bia, passando a trabalhar com Aurélio e Zora e ficando amiga de Rafael. Jasmin cria laços com Susy e Alex também, este vê nela uma mulher mais refinada para se envolver e ganhar a confiança de Bia ainda mais enquanto Susy fica amiga de Jasmin, mas inveja tudo nela. Os conflitos se intensificam mais quando Rafael é diagnosticado com um câncer raro no coração e esconde isso de Jasmin, mas Susy fica sabendo e pensa passar Boizão e Alex para trás, sendo que este já sofre, mesmo que não saiba, em ver Susy com outro cara, mesmo que por um golpe, mas prossegue com o plano.

A vida de Aurélio passa por muitas turbulências, pois além do filho doente, ainda vê Xala Lorraine passar para o lado de Boizão. Xala e Boizão começam a se aproximar para tentarem passar a perna um no outro, mas acabam se apaixonando. Boizão e Xala decidem se unir e formam um casal excêntrico e divertido em que cada um tem suas ambições, mas não conseguem resistir ao fogo quando estão juntos, prometendo passar como um rolo compressor por cima dos seus inimigos, forçando Aurélio a desenvolver mais malícia se quiser vencer.

Todos ainda precisarão se deparar com o inesperado: o retorno de Claude, desmemoriado, ao jogo, um retorno que pode mudar tudo. É Alex quem descobre onde Claude está primeiro e tenta descobrir onde está a dinheirama que ele desfalcou da própria empresa, mas Xala e Bombom, que está infiltrado na casa de Bia como mordomo para passar informações para Xala Lorraine, também passam a ficar de olho na grana e podem estar mais perto de descobrir o destino que Alex, já que Claude começa a se apaixonar obsessivamente por Bombom, que decide se aproveitar da chance e executar uma reviravolta master, que pode não incluir Xala em seus planos. E não demora muito até que Boizão, Aurélio, Susy, Oscar, Zora e Bia sejam afetados por tudo isso.

Em um jogo cheio de transformações éticas e emocionais, todos precisarão descobrir o quanto são capazes de pagar para conseguirem o que querem e o que é mais importante: o fim ou os meios, o prêmio ou a ética.


Última edição por Jordan_Belfort em Ter Mar 08, 2016 6:14 am, editado 3 vez(es)
avatar
Jordan_Belfort

Mensagens : 16
Data de inscrição : 14/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Preço Volátil - Lágrimas de um Brasil sem Ética by Jordan AGUI Lovers

Mensagem por Jordan_Belfort em Seg Mar 07, 2016 8:27 pm

Paralelos

João Boizão acha que tem total controle sobre sua família, mas enquanto Susy o dobra com facilidade e ele nem imagina que ela pretende ser rica longe de sua crina, Denílson também não quer seguir o que o pai sonhou para ele. Na frente do pai, se veste com roupas comportadas, mas seu verdadeiro sonho é ser rapper. Fora das vistas do pai, se veste com roupas descoladas, e mais ainda, mantém uma vida dupla. No bairro da Língua Mole, é namorado de Mirela, garota comportada da igreja que tem todo o apoio dos pais de Denílson para ser a esposa dele. Denílson gosta de Mirela, mas é do tipo que acredita que homem tem suas necessidades, e o fogo brando do relacionamento o faz querer procurar outra galinha fora da ninhada. Conhece Courtney, jovem patricinha que é louca por ele. Courtney e Denílson pensam parecido, pois querem aproveitar a vida sem trabalhar. Quando a identidade de Denílson é descoberta, Courtney esbraveja, mas já está envolvida por ele e continua o namoro. A vida da menina passa por uma desilusão quando seu pai corta seu cartão de crédito e obriga a menina a trabalhar, mas ela não tem vocação para nada. Denílson se vê numa sinuca de bico quando engravida suas duas namoradas ao mesmo tempo e Mirela quer se mudar para a casa de Boizão, mas Courtney é obrigada pelo pai a se mudar para lá, onde as duas se encontram.Boizão fica estarrecido que ganhou duas noras grávidas de uma vez, mas logo perdoa o filho por achar que ele apenas cumpriu seu papel de homem. A situação fica ainda mais esquisita quando Denílson passa a querer procurar Jesus de verdade e aceita ser cobaia de Thaluna em sua nova religião, o Thalunismo. Thaluna, doida para se lançar aos holofotes, decide difundir a palavra de Deus através de músicas rap-gospel, e atrai Denílson como o primeiro seguidor de sua religião. Thaluna decide iniciá-lo na religião e ele faz votos de castidade, deixando suas duas namoradas loucas. Mas Denílson acaba se envolvendo amorosamente com Thaluna sem que elas saibam e arruma mais um filho com ela.

Na casa de Aurélio, além dele, Xala, Thaluna, Rafael, Bombom e posteriormente Zora, mora também o modelo Narciso, melhor amigo do protagonista. Fracassado, ficou famoso por uma única campanha de creme dental que manchou os dentes dos consumidores e não teve mais oportunidades, é galinha e se envolve com mulheres mais velhas pra ser sustentado. Aurélio o emprega como seu garoto-propaganda, mas ele paga pouco e Narciso decide ser garoto-propaganda de outras marcas em paralelo. Sua má fama afasta contratantes e há mais vagas femininas, então decide se vestir de mulher e passa a ser a garota-propaganda da loja de Boizão. Se apaixona por Ione em sua versão masculina, sem imaginar que é uma mulher e sem que ela imagine que ele é um homem. Ione decide se vestir de homem e trabalhar para poder ganhar um salário maior na loja de Boizão, a única que aceita empregá-la sem experiência prévia. Tudo fica ainda mais louco quando Narciso, de homem, se torna amante da irmã de Ione sem que ela desconfie que o odioso novo amante de sua irmã é a "mulher" de sua vida.

Há também um jovem misterioso, Welton, um engraxate de rua que é acolhido pela família de Mirela e que jura que Claude e Bia mataram seus pais e busca desmascará-los, mas acaba ficando amigo de Pedro e desenvolve com ele um relacionamento que pode ir além da amizade e botar os planos de Susy e Alex em risco.
avatar
Jordan_Belfort

Mensagens : 16
Data de inscrição : 14/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum