Porta do Céu by Kitoshi Antonelli Jhin Carneiro Manzo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Porta do Céu by Kitoshi Antonelli Jhin Carneiro Manzo

Mensagem por J Teixeira em Sex Jun 24, 2016 12:43 am

PORTA DO CÉU
NOVELA DAS 21H (espírita, porque se vier boicote a segunda fase vai arrumar tudo, podem ficar relax)
DIREÇÃO: (não sei galera, tô meio indeciso se eu for escolher Papinha vem instrumental porco, se vier Maurinho tmbém acho que perderá um pouco da magia da segunda fase... então vou deixar indefinido).
SINOPSE
Bem, essa sinopse é meio uma mescla maluca de sinopses antigas que fiz que não ia dar liga no fim de contas e deu muito certo quando misturei tudo. Foi uma tentativa Liciana de fazer novela que deu errado porque não sei fazer novela humana (assumo mesmo) e outra era um plot que antes estava guardado num pote onde só o Jordan e o Victor (provavelmente) sabiam, mas que eu vou usar e que vão manjar de cara quando sair a 2°fase. E pela primeira vez fiz uma pesquisa imensa na escola sobre código penal no enredo principal da primeira fase e na segunda fase o tema será o divórcio (é tão comum, porque será o alvoroço assim?). E pela a última vez essa será minha última sinopse com criança no elenco principal pq enjoei, agora vou apostar nos masculinos fortes na próxima, mas a minha relação pais e filhos sempre irei continuar, mas só que minha fileira enjoou já. Quero mudar e avançar.
- PRIMEIRA FASE –
Clara, Vitória e Isabela (todas interpretadas pela a Marjorie Estiano) são trigêmeas e além de tudo estão no auge da sua juventude e como entraram numa faculdade de Oxford em Londres, decidem comemorar a aprovação. Elas são filhas de Hugo (Leopoldo Pacheco), um jurista que nunca consegue se conformar com a morte da mulher num episódio de violência urbana – arrastão- com as suas filhas. Defende a pena de morte para bandidos, a prisão perpétua, a barbárie além de pensar em citações completamente preconceituosas, sendo que jovem era o oposto: cheio de ideais, de persuasão quando ingressou na faculdade de direito e quer que suas filhas sigam o mesmo apesar de ter uma relação complicada com Clara e Vitória. Na Inglaterra, Isabella numa rave de estudantes conhece Fábio (Emílio Dantas) um estudante que garante a vida como garoto de programa na faculdade como um dinheiro extra, nessa noite ela fica completamente apaixonada por ele após eles terem uma experiência incrível nessa noite, contando fatos das vidas entre eles e etc. Isabela quando chega em casa briga com Clara após ela ter insinuado que Hugo estaria se tornando um ser desprezível justamente a Isabela, que tem uma afeição enorme ao seu pai, Vitória pra sair da discussão sai de casa e é atropelada por Fábio sem querer e e ela fica inconsciente no hospital. Isabela planeja se vingar de Clara, mandando Fábio ter a primeira relação sexual de Clara numa aposta entre os dois. Fábio faz o que Isabela ordena, mas se apaixona de verdade por Clara ao longo do tempo e decide romper com Isabela, que enfurecida ameaça ligar pra mãe de Fábio sobre o “emprego” que ele arranjou. Sem saída, Fábio se afasta de Clara, com uma carta. Isabela conta a verdade pra Clara e se espanta ao ouvir da irmã que está grávida. Hugo descobre que Vitória está ferida inconsciente no hospital e vai pra Londres. Ao chegar se depara com Clara e Isabela conta a verdade pro pai que fica possesso e manda ela abortar a criança numa clínica de aborto, onde Renata (Maria Luísa Mendonça) trabalha como recepcionista. Renata é mãe de Fábio, mas que ao ver o estado de Clara, fica com pena e decide liberar a garota do aborto e dizer que ela fez o processo pro pai com o comprovante que manda junto com Clara, que agradece a sua generosa atitude que levará tempo pra que pense o que irá fazer com o seu filho. Vitória é transferida pro Brasil junto com Clara e Isabela acompanhadas de Hugo. Isabela descobre que Clara não fez o aborto e conta pro pai que a expulsa de casa e sem saída vai se acolher nas proximidades da irmã de criação de Renata, Yoná (Gisele Fróes). Renata morre durante os ataques terroristas de Londres e Fábio retorna ao Brasil. Yoná que se revela uma bondosa senhora é uma golpista de mão cheia que decide acolher Clara por ser rica e ser “recompensada” por ela. Vitória descobre que está tetraplégica e decide tentar um suicídio assistido. Nasce o bebê de Clara no mesmo hospital particular e clandestino onde Vitória vai fazer sua eutanásia. Vitória antes do processo descobre que Clara está internada com o seu sobrinho. Ela então numa franca conversa com a irmã desiste que acabar com a vida e recomeçar. Hugo liga pra Clara pra pedir perdão e tentar ver o neto. Clara então liga pra Isabela da casa de Yoná onde está hospedada pra buscá-la, mas sem o filho. Isabela descobre que sua irmã teve a criança e que além disso que sua mãe era uma libertina que traiu Hugo com o seu professor de piano, o misto de raiva com volante junto com a sua irmã leva à um trágico acidente onde as duas morrem. Clara vai pra colônia Nosso Lar e Isabela pro Umbral junto com as pessoas que devem uma ligação à Terra, seja de atos ruins externos ou internos e possui um Anjo de Culpa Salatiel, que ordena ela a seguir a luz deixar o ódio de lado atrelado ao laço que ela possui com a terra pela a sua morte intencional (ela jogou o carro no barranco de propósito). Hugo descobre o que aconteceu com as filhas e se desespera e fica sem chão. Yoná vende o bebê de Clara pra uma gangue de traficantes de crianças, mas o processo dá errado e criança ara num orfanato, mas que na fuga da prisão Yoná troca de identidade e vira Silvana Vasconcelos, que Hugo se encanta e não sabe que ela a levará pra ruína. Oito anos depois, Vitória vira uma fotógrafa incrível mesmo com a sua deficiência e Fábio vira um michê de luxo em festas de Copacabana morndo com o seu amigo Lucas. Hugo com o seu casamento com Silvana descobre além da vaidade, o ódio e o rancor. Nesses anos, ele vira um magistrado especial com controle do código penal que acaba que legalizar a pena de morte no Brasil. Vitória rompe de vez com o pai ao saber da decisão. No outro lado da cidade do Rio de Janeiro mora João, que num orfanato vive às sombras de suas tonturas e saúde fraca, que se revela numa leucemia rara. Hugo decide demolir o orfanato pra construir um fórum e assim deixar todos desabrigados pra situação piorar ainda mais. Mas Hugo pega uma implicância quase surreal com João. É algo quase nocivo, que claro, é influência de Isabela que promete ser uma pedra no sapato de todos que a rodeavam, principalmente com Hugo e com demais personagens ao resto da história. João decide por si próprio achar seus pais pra encontrar a sua cura mesmo que não queria tirar satisfações das razões pra eles pelo o porque de ter parado longe deles. Lucas é vítima de armação de Yoná após a mulher que é uma estelionatária, roubar uma prova de seus crimes contida com ele fingindo ser a sua mãe. Yoná causa um tiroteio onde ele é baleado. Lucas fica entre a vida e a morte e Fábio doa seu sangue pro seu amigo para salvá-lo. João fica amigo de Kátia (que se envolve com o Lucas ao redos da primeira fase, na segunda vai provara que isso é de outras vidas) que percebe que o sangue de Fábio é o mesmo DNA de João que precisa de plaquetas no hospital, ela diz a informação a João que imediatamente vai até Fábio, que de surpresa fica completamente assustado e se espanta com tamanha situação. Pressionado por todos ao seu redor e principalmente pelo meio onde vive, decide adotar João. No início a relação não é boa, mas aos poucos ela vai se abrangendo com uma ajuda especial (Clara). João faz que Fábio abandone a sua vida de antes e retome sua faculdade de engenharia trancada. Vitória, vê Fábio na rua e o reconhece como o seu atropelador. Põe ele na cadeia, mas ao ver o estado de João decide soltá-lo por pena. Vitória e Fábio se aproximam, para a tristeza de Clara que vive com o anjo Uriel ao seu lado mesmo sabendo que ele era o seu grande amor da vida passada e não saiba. Isabela decide acabar com a vida de todos, transforma Hugo em um alcoólatra que bate em Silvana diariamente, além de sua implicância com João duplicar ao saber que ele é o filho do atropelador da sua filha. Hugo e Fábio sempre que se encontram acabam em xingamentos e agressões por meio de Isabela. Isabela faz que Vitória entre em depressão e que Fábio se afunde nas drogas. Clara e Isabela tem conflitos e embates dentro do Umbral entre si. João enfim fica curado da doença com a ajuda de Clara, mas fica bem acuado com a situação de Fábio que cada vez piora, onde ele decide até cometer pequenos furtos pra sustentar o seu vício. Clara e Vitória entram em contato com encontros espíritas e revela o motivo de sua depressão: a influência de Isabela. Então, Vitória e João se unem por Fábio pra tirá-lo do vício a abrir os seus olhos de tudo. Hugo mata Yoná num de seus ataques após saber que ela o enganava, mas a esconde e não é preso. Fábio decide roubar a casa de Hugo onde Vitória e João estão morando pra fugirem dos problemas arranjados por Fábio. Fábio entra numa briga com Hugo onde acaba que Hugo saca uma pistola contra Fábio, que pega ela e começa a dar disparos. Isabela, com a ajuda de um espírito possessor entra no corpo de Fábio e mata sem querer João pensando que é Hugo. Clara busca João junto com Uriel. Vitória se desespera.
Fábio é preso. Hugo entra em desespero e vai com Vitória à um centro espírita onde Clara aparece e explica a verdade de sua morte saída de sua voz para Hugo, que fica espantado com a notícia que João era o neto que tanto procurava e decide transformar a vida de Fábio num verdadeiro inferno pra se vingar dos danos que ele cometeu à sua família. Vitória sofre ataques noturnos causados por Isabela, que passa a desconfiar da relação dela com o assassinato de João. Isabela pertuba Fábio na cadeia e ele fica completamente culpado e catatônico com o que fez ou que seu corpo fez na verdade. Hugo consegue aval com a auditoria com a compra de votos de juízes para a condeção de pena de morte de Fábio. Vitória é possuída por Isabela onde ela tenta fazer que ela pule de um prédio, João impede que ela se jogue. Vitória tem a certeza que ela causou a morte de seu sobrinho e conta à Hugo, mas ele só acredita saindo da boca dela e num centro espírita. No centro espírita, João e Hugo tem um reencontro e acontece o perdão. Isabela causa um incêndio no local, Vitória fica imóvel em sua cadeira de rodas morre carbonizada junto com os mestres de espíritos que coordenavam os encontros. Mais um baque pra Hugo: Yoná se une a Isabela e as duas então entram numa forte conexão no Umbral e descobrem que na vida passada foram mãe e filha. Chega o julgamento de Fábio, que sofre com a morte de Vitória. Hugo é o juiz da sessão. Hugo condena Fábio à pena de morte por enforcamento. Após o aval, Isabela possui Fábio e fala palavras de ordem, xingamentos e confessa o crime. Mas os magistrados pensam que é uma farsa de Fábio pra escapar da morte. Hugo, então numa conversa num jardim com João descobre que tem que impedir a morte de Fábio, pois Renata foi o grande amor dele e que Fábio era o seu filho. Hugo sai do local em disparada de carro pra impedir a morte de Fábio, mas Isabela causam alucinações em sua cabeça que faz perder o controle da direção e morra. Fábio é enforcado e morre (Obs. A cena será mais ou menos assim: https://youtu.be/z4wDgvtkqsQ?t=260). Todos se encontram na Colônia Nosso Lar. Anjo Uriel toma a palavra e diz que toda ação tem uma reação um ciclo precisa ter um fim e que nada possa ser efeito à não ser que entender como tudo aconteceu. E isso acontece no final do capítulo 101.
- SEGUNDA FASE –
1940, Gilberto (Leopoldo Pacheco) é um fazendeiro que enfim se casa com Alina (Maria Luísa Mendonça) e tem o seu filho Felipe ainda muito novo. Com a chegada de Ângela (Gisele Fróes) a cidade de Nova Aurora, com as suas três filhas recém-nascidas, mostra que acima de tudo essa mulher é ambiciosa e planeja ser a dona da fazenda Esteio. Ela arma a morte de Renata num acidente de carro e também o sequestro de Felipe pra matá-lo numa cachoeira. Mas Felipe é resgatado por Hermínia, uma doce mulher que tem ainda a companhia de seus dois outros filhos: Lúcio e Uriel (o mesmo anjo) e decide cuidar de Felipe longe dali. Gilberto fica completamente triste com a perca de seus grandes amores e Ângela decide atacar e jogar seu bote em cima do partido mais disputado de Nova Aurora e consegue. Gilberto se casa com Ângela e assume a paternidade das trigêmeas: Flora, Alma e Helena. Vinte anos se passam, porém a ambição não se sacia do casarão da fazenda Esteio. Uma das garotas tem um diário onde particularmente quer passar a perna na mãe e tomar toda a herança da família pra si. Então, ela se passa pela a doce Lílian que entra na fazenda de Hermínia dizendo fugir de um assalto pra então dar largada em seu plano: Descobrir o filho de Gilberto, engravidar, matá-lo e depois passar a perna na mãe e nas irmãs. Lílian (Marjorie Estiano) conquista o doce e tímido Timóteo (Emílio Dantas) e também a paixão de Uriel consigo. Após o seu plano dar certo, Lílian decide tacar fogo na fazenda de Hermínia, onde mata Uriel no incêndio. Lúcio (Lucas) fica com ódio de Timóteo e decide contar a polícia que ele matou Uriel. Mas Timóteo vai preso com a certeza de que é inocente e que a sua mãe Hermínia sempre estará ao seu lado. Mas o plano de Lílian foi frustrado por um segredo e teve que abandonar seus planos ou adiá-los não por muito tempo. Oito anos se passam e Agora, Ivan (João) é um garoto arredio que não tem conexões com o pai Gilberto e nem com a mãe Ângela (que usou a gravidez de Lílian e de sua grande filha que mais ama mas que quer deixá-la pra trás pra cobrir um caso com o capataz Ernesto que resultou num aborto, mas que a oportunidade de ter um herdeiro em suas mãos, decidiu usar o bebê de Lílian no lugar dele) e que também tem uma relação tanto quando diferente com cada uma da suas irmãs. Flora (Marjorie Estiano) é cega e romântica, vive nos jardins em busca do cheiro das margaridas e contar romances; Alma (Marjorie Estiano) é uma rebelde que possui modos masculinos, tem cabelo curto, anda com os peões da fazenda e além de tudo é a que tem um afeto mais especial por seu irmão e por fim Helena (Marjorie Estiano) uma garota que toca pianos e tem uma carreira de bailarina em mãos. Timóteo sai da prisão e decide descobrir que fim levou Lílian e ter a sua justiça feita. Ele se infiltra na fazenda Esteio como um peão e empregado da família, Gilberto tem cara um afeto incondicional e inexplicável por Timóteo que gera ciúmes em Ivan. Timóteo, que muda a identidade para Mateus Guerra, começa a se envolver com as trigêmeas e assim descobrir qual das três é a grande assassina e a mulher que acabou com a sua vida e consequentemente a encarnação passada da Isabela, óbvio. Mas isso leva um custo caro, qual será? Se o ciclo é o mesmo, não posso falar os segredos que rondam essa segunda fase, que é marcada por uma fase mais policial e porém romântica com cenas inesquecíveis de se escrever em papel (a revelação da assassina, o rapto de Mateus por Alma no dia do seu casamento com Helena, a derrocada de Ângela...). Bem, se querem o spoiler, é que todo mundo morre no final de contas e que o ajuste precisa ser feito, a vida é um grão de mostarda que pesa mais que uma montanha, mas pra que isso aconteça tudo tem que ser renovado continuamente. Isso tudo termina no penúltimo capítulo (cap 203 desculpa, mas tenho sangue reicyano e gosto de fazer novela quilométrica)
 - TERCEIRA FASE –
No Nosso Lar, todos enfim descobrem o seu peso e o ciclo que cada um teve que fechar pra um novo seja feito. E todos reencarnam num momento mágico onde todos se despedem para se encontrarem novamente. Ângela se redime com uma conversa com o seu anjo de culpa e se livra de seus pesos e reencarna também. Isabela já não se pode dizer o mesmo, ela pra sempre ficará no Umbral vagando como um andarilho em busca de paz...
[/center][/center]
avatar
J Teixeira
Admin

Mensagens : 15
Data de inscrição : 14/01/2016

Ver perfil do usuário http://gmonstuosos.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum