Sinopse minha antiga: Ousadia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sinopse minha antiga: Ousadia

Mensagem por sandyleahlove em Ter Jan 19, 2016 10:50 pm





Rio de janeiro, 2016.


Bia é uma jornalista do caderno de viagens de um renomado jornal da cidade maravilhosa, além de escritora nas horas vagas. Viaja o mundo para fazer suas matérias, talvez por isso tenha dificuldade em firmar compromissos e laços num só lugar. Mesmo assim tem um relacionamento aberto com o estudante de computação Fabricio (ou seja, os dois podem ter outras pessoas, contanto que deixem claro isso para o outro). Feliz e sem preocupações a moça viaja o mundo conhecendo lugares e pessoas dos mais diferentes modos e jeitos, enquanto Fabricio fica no Brasil, morrendo de saudades, mas sempre tendo companhias de lindas mulheres. Sempre que ela volta de uma viagem ele está a sua espera, para conversarem amarem. Tudo Perfeito até a história se inverter: Fabricio consegue um curso em Miami e viaja para lá, bem no período de crise no jornal onde sua namorada trabalha. Assim Bia tem que se contentar com as paisagens do Rio, não há mais verba para viagens internacionais para suas matérias.  Longe de Fabricio, e em casa, na casa dos dois, mas sem ele, Bia entra em estado de depressão, de saudade estrema. Certa manhã, Bia recebe um telefonema: Era do projac, da Rede globo, convidando a ir até lá para uma conversa. No início a moça achava se tratar de uma coletiva de imprensa ou algo parecido, mas teve uma surpresa: O renomado autor Lauro Cesar Muniz a convidou para ser a nova pesquisadora e colaboradora de um novo trabalho, a minissérie “Ousadia”, a moça aceita, afinal está com bastante tempo livre. Ali que a moça conhece sua mais nova “distração”: O arquiteto e dono de restaurante Virgílio, o novo consultor de cenário do projeto.
Quem via o renomado Muniz, poderia acha-lo um velhinho sonhador, mas sua verdadeira fase se mostra aos pouco, para seu trabalho ir mais longe, o velho resolve levar o tema de seu próximo trabalho a vida real: O ciúme. Muniz instigava em todos que trabalhavam com ele o Ciúme, e a suas próximas vitimas serão o casal recém-formado Bia e Virgílio.  Mas Muniz não contava com um simples fato: Virgílio não passava de uma distração para Bia, ela não tinha ciúme dele, ela amava Fabricio. Mas ao contrário Virgílio em pouco de duas semanas já era louco por Bia, e tinha um ciúme quase doentio.
No meio de uma enorme confusão de sentimentos, Virgílio presenteia Bia com um presente que muda a vida dela: Um diário do século XVIII (exatamente o século da minissérie Ousadia), que estava na família dele há anos, mas sem nome, havia sido cortado.
Paralelo ao núcleo principal, temos a história de Ana Lúcia, garota que ajuda Bia na limpeza de sua casa (além de ser a melhor amiga e confidente da patroa) e com a ajuda de Bia também trabalha na editora onde a mesma publica seus livros. Ana Lúcia esta noiva do machista Valmir que só sabe repetir a mesma frase: Mulher minha não trabalha!
Por fim temos o núcleo de humor: O elenco de “Ousadia”, a protagonista Ângela, uma atriz jovem e bonita que tem muito talento, o galã Henrique, que não passa de um charlatão (teste do sofá) e a atriz decadente Vera que só sabe representar a si mesma.



avatar
sandyleahlove

Mensagens : 36
Data de inscrição : 17/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum