A Chave Mestra

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Chave Mestra

Mensagem por J em Ter Nov 01, 2016 1:24 am

- A Chave Mestra -

                   Rita (Alice Wegmann) é uma garota aparentemente feliz. Acaba de completar seus 18 anos de idade, além de marcar a data de seu casamento com o seu noivo, um aspirante a pastor evangélico. Sua família bastante conservadora e rígida apoiam a união e colocam mais pilha na relação. Luís (--------) é inseguro com a namorada, tem pensamentos tanto quanto misóginos quanto a ela, pensa sempre que ela possa estar traindo ele ou até mesmo estar casando com ele sem nenhum tipo de afeto.

                    Já no outro lado de São Paulo, mora o casal homoafetivo Gabriel (Alexandre Nero) e Felippo (Murilo Benício), aparentemente um casal ‘margarina’ vive intensa crise conjugal, principalmente com as constantes traições do primeiro com mulheres e prostitutas. Porém, Felippo guarda as suas mágoas para si, a fim de não afetar a seus filhos com o seu cônjuge. Ivete (Bianca Muller) e o mais velho Erick (Ghilherme Lobo).
Ivete é uma garota dúbia, transviada, cheia de si e com pensamentos libertinos. Vive em função da plena diversidade com homens e mulheres. Conhece Rita após bater sem querer com a sua moto na parede da igreja frequentada por ela, e após ser xingada pelos presentes e pela a própria Rita, promete se vingar da humilhação sofrida naquela situação.

                    Já Erick, apesar de novo e competente consegue entrar na polícia militar como aspirante. Claro, escondendo a sua filiação familiar para não sofrer qualquer tipo de opressão por parte dos seus colegas de trabalho. Logo se apaixona por Joana (Juliana Paiva), a irmã de Rita. Eles vivem conflitos por causa de sua profissão e também pela a sua constante fixação em eliminar uma facção criminosa que usa de estupros e ameaças de morte conta habitantes da área nobre de São Paulo.

                    Numa noite fria e sombria de culto, Rita sai do culto após uma briga séria com o seu namorado que tem paranoias que ela o esteja traindo com outra pessoa, apenas sua irmã fica ao seu lado, porém ela sai de casa para espairecer depois a discussão. Quando caminha pela rua deserta, vê que um carro desconhecido e sem placa a persegue, tenta escapar, mas o esforço é inútil. É apagada por clorofórmio e é estuprada num terreno baldio. Isso não seria um caso isolado de violência sexual se não fosse pelos acontecimentos anteriores ao fato.

                    Logo antes do culto, acontece o incidente com Ivete. E também próxima a essa área, ocorre também um episódio triste de briga conjugal entre Gabriel e Felippo. O segundo descobre que o seu marido tem uma amante ainda por cima grávida. Felippo sai transtornado pela a cidade e ajuda por simples cidadania a dar carona para Rita ao passar pela área perigosa de Higienópolis. Subjetivamente, Gabriel observa a situação com ira e decide fazer um ato impulsivo. O que seria? E ele sai no seu carro cinza catatônico com tudo. Porém, quando Rita é abordada por um carro sem placa, é a mesmo modelo do carro e com adesivos familiares do Felippo... Um instinto brutal e desumano teria levado ele a voltar a fazer um ato escarnecedor contra uma jovem indefesa? As perguntas ainda estão num jogo de segredos. Cabe a cada um aguentar a verdade ou não. Logo após o incidente brutal contra Rita, seu noivo se mata durante um culto na igreja onde frequentavam. Sua família que é totalmente voltada aos bons costumes, a abandona totalmente e a joga na sarjeta por ter “traído” o seu noivo e ainda forjar um estupro como bode expiatório para que isso acontecesse. Joana é a pessoa que mais sofre com a distância da irmã.

                   Rita completamente desolada vai procurar num núcleo de assistência social num hospital público, uma saída para a sua mazela que tanto a atormenta mentalmente. A diretora de lá é Diane (Maria Luíza Mendonça), uma mulher tanto quanto estranha mas que Rita sente conforto em falar com ela pois sente uma conjunção de idéias e sofrimentos. As filiadas com o grupo aos poucos se mostram cada vez mais fortes com a sua vida. Porém, Rita acha tudo estranho, nada faz sentido naquele grupo. Sentia uma vibração íntima que haviam entre elas e decide investigar.
Num dia, decide deixar o abrigo onde está hospedada e vai seguir o carro de Diane e vê que ele para num terreno baldio já em Guarulhos. Lá observa um crime: todas as filiadas do grupo de assistência social assassinam um cara à sangue frio com cada uma das presentes dava um tiro em cada parte vital do homem. Diane percebe a presença de Rita desde o seu trajeto e convida ela para participar das “Víboras de Sangue”. Rita fica transtornada e tenta fugir, mas é alcançada e levada para um galpão. Provavelmente a real sede da seita.

                   Lá é dito o que se trata realmente as “Víboras de Sangue”: é uma rede de mulheres que se unem após crimes sexuais para se vingar de seus algozes. Mas a morte não é algo imediato, um grande plano engenhoso é feito em conjunto para que o criminoso peça a sentença de morte como um despojo pessoal. Para entrar no grupo, é necessário vestir sempre vermelho e ter uma tatuagem no dedo indicador da mão direita, onde há uma veia para a área do cérebro responsável dos sentimentos e frustrações pessoais. Diane também revela ser uma dona de “chocolates” que são nada mais que casas noturnas onde homens tiram a roupa para mulheres e homossexuais. Com isso ela fez um império, porém se finge de uma pessoa normal e filantrópica para realizar vontade e desejos de milhares de mulheres que sofrem constantemente com crimes sexuais. Seu passado ainda é uma incógnita para todas as filiadas ao grupo.

                   Felippo se separa litigiosamente de Gabriel, e porém ganha a responsabilidade de cuidar da família. Logo que isso ocorre, Gabriel faz que ele seja demitido na empresa. Desesperado por trabalho, encontra nos “chocolates” de Diane uma maneira de ganhar dinheiro fácil mesmo com julgamento moral perante a profissão. Rita entra na seita e Diane traça o plano dela para se vingar: precisa encontrar seu algoz. Mas não será nada fácil, porque ela não viu a face dele. Diane oferece o emprego de garçonete no “chocolate” mais famoso de São Paulo, onde justamente Felippo trabalha como stripper. Então vem a atração entre os dois. Eles então vivem um tórrido romance dentro do estabelecimento. Diane descobre que o carro da família de Felippo foi usado no crime e Rita rompe com Felippo. Gabriel descobre o emprego nada comum de Felippo e passa a filmar ele tirando a roupa para posteriormente chantageá-lo. Rita decide então se infiltrar de alguma forma na família de Felippo–Gabriel-Ivete. Ivete vai para o “chocolate” e se choca com o pai tirando a roupa. No início se revolta, mas no fim acaba aceitando a condição dele. Gabriel usa o vídeo de Felippo para que ele retire o processo de divórcio contra ele e voltem a ser um casal. Erick sai de casa após um incidente (é um paralelo forte, ele é um policial que é estuprado que vai lidar com toda a pressão de viver um problema até então exclusivo de mulheres. Joana aparentemente se une as Víboras posteriormente como meio de salvar o namorado da depressão e da angústia).

                    Rita descobre que Felippo está casado com Gabriel e o acusa de ter mentido pra ela. Ivete se apaixona por Rita cada vez mais que a vê no “chocolate”. Rita descobre que Gabriel é adúltero e então encontra a verdadeira brecha para descobrir o culpado: decide virar empregada da família e consequentemente amante de Gabriel para conseguir o emprego. E ela consegue isso de maneiras fáceis. Ivete se choca com Rita na sua casa e vai jogar sujo para querer tê-la ao seu lado. Rita descobre que Gabriel agride Felippo e entende o motivo de tanto repúdio do segundo por ele e volta a ter um romance tórrido com o seu grande amor com direito a sexo em cima do capô do carro de Gabriel como vingança. Gabriel é amante de Diane e mais tarde é revelado que Ivete e Erick são filhos do casal. Rita quando descobre fica com ódio e rompe com ele, porém ele é possessivo e não admite que isso aconteça. Rita tem um devaneio sobre o dia do estupro e decide ir mais a fundo de sua vingança, deixa de lado o seu amor por Felippo e vai se envolver com Ivete (após descobrir uma figura feminina embaçada no carro onde foi levada para o local do crime) com direito a uma união estável das duas. Felippo fica triste com a notícia e Gabriel possesso. Então os quatro passam a viver sob mesmo teto após a lua de mel das duas, porém Felippo e Rita mantém o romance entre eles mesmo com Ivete vivendo entre eles e além do mais, Gabriel passa a ser a quarta vertente do triângulo exigindo sexo de Rita após descobrir segundas intenções dela.

Será que Rita vai descobrir o culpado? Ivete vai descobrir que está sendo traída pelas pessoas que mais ama? Qual o envolvimento entre Gabriel e Diane? Qual o passado podre e sombrio de Diane? Erick vai se recuperar do seu trauma? Joana vai encontrar o homem que destruiu o seu relacionamento?
São segredos em jogo... cabe a cada um chegar lá.
avatar
J
Admin

Mensagens : 15
Data de inscrição : 14/01/2016

Ver perfil do usuário http://gmonstuosos.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum