Pensamiento del sur: uma família, um povoado e uma lunática sonhadora

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pensamiento del sur: uma família, um povoado e uma lunática sonhadora

Mensagem por sandyleahlove em Sab Mar 25, 2017 1:46 am

O povoado chamado Pensamiento del sur carrega lendas, mitos e história de uma cultura particular, mistura da colonização hispânica e portuguesa com a população indígena que povoava o local. Distrito da cidade Santa Quitéria (grande produtora de matéria prima têxtil) tem na família Lima Valle seus mais ilustres representantes. Socorro de La piedad Valle (Fernanda Montenegro) é matriarca da família, que construiu fortuna com compra e venda de cabeças de gado. Viúva antes de completar trinta e cinco anos levou a família e os negócios sozinha, mais sem perder o bom humor. Presença ilustre em velórios em enterros adquiriu o péssimo hábito de roubar objetos dos defuntos: coisa simples e sem valor como pentes, lenços, fivelas, botões, muitas vezes os familiares nem davam falta. Guardava-os como tesouros, a espera da neta que sabia que teria. Teve três filhos: Lorenzo (Antônio Calloni) homem machista e rude que tomou para si as responsabilidades dos negócios da mãe aumentando consideravelmente a fortuna da família; Para isso usou meios escuso, o que junto de sua fama de mau e sem coração levantaram boatos de um pacto com o demônio; Carmem (Deborah Evelyn) mulher sensual e misteriosa que mudou totalmente de postura ao ser casar com o vereador de Santa Quitéria, Leônidas (Leopoldo Pacheco) e se tornar uma mulher recatada amarga; e Luna (Giovanna Antonelli), que após ficar viúva três dias após o casamento uma lenda se criou em torno dela, como se fosse uma maldição. Lorenzo ficara viúvo após o nascimento do filho Leandro (Gabriel Leone), menino frágil foi estudar no exterior para que o pai pudesse se recuperar da perda. Mas o que era para ser uma viagem de um ano se prolongou durante toda a infância do menino. Carmem teve três filhos Blanca (Isabelle Drummond), Otto (Jayme Matarazzo) e Pilar (Sophie Charlotte).
Blanca é uma jovem que idolatra o pai e acha validos os caminhos que ele usa para acender na política. Cética não leva sério a magia e as lendas permeiam a cidade. Estudante de contabilidade pretende trabalhar com o pai. Otto é um rapaz que só pensa com cabeça de baixo e tem um desejo enorme pela tia Cristina. Pilar é uma moça estranha, medrosa, “com borboletas no estômago”, gosta da solidão, de seus estudos, é idealista e não concorda com  a conduta do pai.
Elisa (Marjorie Estiano) é uma professora de espanhol que sonha em se tornar uma famosa escritora. Ao ser designada para trabalhar em tal povoado acaba ficando fascinada pelas lendas e fofocas do local. Decidida a usar a magia que rodeia a cidade para conseguir seu sonho escreve para um jornal, se oferecendo como espiã e começa a investigar os causos e a mitologia envolvendo (ou não? Será que existe outra motivação?), principalmente a família Lima Valle. Dona Socorro simpatiza com Elisa; Elisa desconfia que Socorro tenha algum grande segredo e finge uma doença para poder ficar uns tempos naquela casa e investigar. Blanca convence seu tio Leandro a lhe contratar para ajudar na contabilidade das fazendas. A moça começa a desconfiar, e começa a investiga-lo, a fim de poder fazer uma futura chantagem. Pilar se corresponde com o primo por longas cartas, que lhe mostra uma vontade de voltar para a terra natal. Elisa mesmo “doente” usa o telefone da matriarca para fazer uma misteriosa ligação. Luna recebe um bilhete debaixo de sua porta, com um poema escrito por Otto ( mas não assinado) e o rasga em pedacinhos. Socorro tem uma crise de soluços inexplicável e não consegue dormir. De madrugada Elisa vasculha a casa inteira e é pega por Lorenzo que chega tarde a casa, numa hora muito suspeita, e ainda por cima sujo de terra e molhado. Elisa tenta fazer graça, mas é correspondida por palavras ríspidas. O que deixa Elisa estranhamente incomodada (tensão sexual logo de cara). Carmem enfia dentro de sua boca e come uma rosa vermelha e repete um mantra em castelhano, se oferece para Leônidas, mas ele dorme e nada do que ela faça o faz acordar. De quebra ela machuca a língua com um espinho.
Leônidas tem um caso com Juanita (Bianca Bin) jovem que sofreu muito na lavoura sem nunca perder a fé na vida, tem na ex-cafetina Rosa Del Fuego (Patrícia Pillar) uma verdadeira mãe. Mas ela desconhece muita coisa do passado dessa mulher, incluindo a relação com Socorro Valle e seu falecido marido. Juanita não escolheu o meio de onde tira o “seu ganha pão”, mas carrega esse fardo com força e coragem, exige respeito como qualquer outra trabalhadora e tem limites éticos até onde consegue colocá-los.  Tem no jovem professor da escola primária Paulo (Miguel Thiré) seu porto seguro e com quem apreendeu os ideais de liberdade, igualdade e a força e importância do trabalhador. Apesar da fama nada de garanhão do moço ele também e a fonte de sonhos românticos da moça.
Heitor Lobo (Herson Capri) prefeito de Santa Quitéria, nunca se deu muito bem com a família Valle, apesar de respeitar com certo temor a matriarca da família. No passado foi noivo de Rosa, que por motivos escusos terminou o noivado dois dias antes do casamento e se refugiou num bordel. Cuida do sobrinho órfão, Dieguito (Guilherme Lobo) de forma extremamente esquisita e autoritária.  Dieguito é meio tapadinho e romântico, só sai de casa para as aulas de piano com o professor Paulo aos sábados, e para ir a igreja, onde tem uma forte adoração pelas imagens.
Padre Leon (Murilo Benício) é da paróquia desde seus dezenove anos (sua primeira celebração foi a do desastroso casamento da então jovem Luna), mas não é bem visto pela comunidade. Tem fama de comunista e de que levava uma vida profana antes da batina. Colírio de muitas jovens e não jovens da cidade, junto com o professor Paulo sempre discutem assuntos existenciais, sobre sua fé, a dura realidade do povo e a ignorância dos mesmos.
Elisa faz um teatrinho muito do mal feito com uma história envolvendo morte de uma tia e consegue aumentar sua estadia na casa dos Valle. Carmem não gosta nada daquilo. Leônidas conversa com a sogra a sete chaves. Carmem descobre alguns documentos na gaveta de cuecas do marido. Luna acorda feliz e sonhadora e vai nadar pelada num igarapé de perto. Otto a espia enquanto pesca. Elisa bisbilhota a casa novamente, é pega por Lorenzo, os dois discutem e ela desconversa. Blanca encontra um desenho de uma mulher pelada mais sem o rosto nas coisas de Otto. Pilar vai a igreja e desabafa sobre a falta de fé,  encontra nas palavras do Padre compreensão. Blanca desconfia que as planilhas de contabilidade envolvendo compra e venda de ração foi adulterada. Elisa decide fazer um passeio pela cidade a fim de entrevistar moradores.  Dona Socorro e Leônidas revelam para a família (e para Elisa que ouve atrás da porta) o plano de emancipar o povoado e torná-lo prefeito do novo município.  Pilar fica horrorizada, pois sabe das reais intenções do pai e da avó. Carmem pega Elisa escutando atrás da porta e faz um pequeno escândalo, que acaba apaziguado por Luna. Otto corta uma mecha do cabelo de Luna enquanto ela dorme, mas ele esfarela e vira cinzas com cheiro de rosa. Assustado o rapaz vai se confessar com Leon que fica enciumado com o pecado que ele está preste a cometer. Luna volta a pisar na igreja pela primeira vez em anos. Leon fica paralisado ao vê-la.
Leônidas conta seu plano para Juanita sem saber dos ideais de sua amante. Ela começa a organizar junto de Paulo reuniões com os jovens da cidade. Carmem mostra os papéis que encontrou nas coisas do marido a Blanca, que os toma para si. Elisa recebe uma carta e muda de postura, fica mais dócil com Lorenzo. Ela o seduz e os dois transam. Pilar descobre com Paulo sobre a reunião que ele e Juanita organizam. Leandro avisa a prima que está de volta à cidade. Blanca estranha à aproximação do tio Lorenzo com Elisa. Elisa tenta ser sensual quando fica a sós com Lorenzo, que se diverte. Juanita fica com ciúmes da aproximação de Pilar e Paulo. Elisa acaba transando com Lorenzo depois de uns goles de uísque. Blanca vê os dois nesse momento intimo e tem um acesso de raiva. Leandro desembarca na capital do estado e pega um ônibus para sua terra natal. Dona Socorro tosse muito, com sangue misturado a secreções, mas esconde tudo. Rosa frequenta a igreja e é bem recebida pelo padre Leon, o que escandaliza as representantes da paróquia, as trigêmeas Le Monte: Lili, Leila e Lucia (Rosi Campos), que vão reclamar a Dona Socorro que pede que nunca toquem no nome daquele Padre naquela casa. Blanca descobre uma papelada escondida no quarto de Lorenzo. Leandro chega em Piensamiento e ao chegar na casa de sua tão dolorosa infância pega Elisa e o pai transando. Lorenzo tenta se aproximar do filho, em vão. Leandro conhece a família e a prima com quem tanto trocou cartas. Carmem e Socorro ficam decepcionadas com o porte do futuro homem que tomará conta dos negócios da família.  Pilar fica eufórica e se identifica com o primo. Blanca e Otto o acham bem estranho.  Luna cria uma relação quase de mãe e filho em pouco tempo com o sobrinho, enquanto a relação com pai continua fria e sem vida. Elisa descobre que está grávida e fica desnorteada, pelo menos até ouvir das irmãs Le monte sobre uma lenda envolvendo rabo de porco se o pai da criança tiver pacto com o demônio...
No aniversário de oitenta e oito anos de Dona Socorro Leônidas organiza uma homenagem na praça e aproveita para anunciar a emancipação do povoado do município e a sua vontade de ser prefeito. É vaiado pelos jovens como Paulo e a sua própria filha Pilar. Jogam tudo que estava nas barracas que vendiam quitutes nele. Dona Socorro passa mal e desmaia. A guarda municipal é acionada e lançam granadas de gás lacrimogêneo no público. Leandro é atingido por uma bala de borracha nas costas e é socorrido pelo Padre Leon e por Paulo. Aproveitando a confusão Blanca enquadra Lorenzo pedindo uma “promoção”.  Dona Socorro, desacordada, fica sob os cuidados de Luna e Carmem arma um barraco com Leônidas no meio de uma calçada. Momentaneamente a sós com Luna, Otto a beija, deixando sem palavras.  Rola um clima entre Paulo e Leandro. Padre Leon percebe, mas não condena. Juanita e Pilar se encontram procurando Paulo e Leandro. Elisa tem enjoos fortíssimos, mas ainda sim se preocupa com a sogra. Juanita e Pilar encontram Leandro e se desesperam. Padre Leon surpreende os jovens com conhecimento médico ao cuidar do ferimento de Leandro. Uma ambulância chega para socorrer a mais ilustre morada do povoado e é cercada por uma comitiva de cidadãos preocupados com o estado dela.  Ao chegar ao pronto socorro a matriarca acorda e os médicos sugerem a ida para um hospital de Santa Quitéria. Dona Socorro se recusa a ir e é internada ali mesmo, a fim de que mude de ideia.  Heitor Lobo liga para Leônidas, mas não consegue notícias, pois até a telefonista da vila deixou seu posto para saber notícias da confusão. Dona Socorro acaba cedendo a transferência para um hospital com a condição de ir sozinha ou somente com algum dos netos. Carmem percebe algo estranho entre Luna e Otto, ficando com a pulga atrás da orelha. Lorenzo saí para procurar Leandro e após pedir algumas informações as trigêmeas fofoqueiras, fica sabendo que ele está na igreja e saí em disparada até lá. Cansada de todo o fuzuê Elisa se deita e dorme nuns bancos nada confortáveis do postinho e começa a levitar. Luna nem percebe, em êxtase depois das insinuações de Otto. Carmem aparece depois de dentro do quartinho onde a mãe foi precariamente internada e leva um susto. Lorenzo entra como um furacão e arrasta Pilar e Leandro (mesmo machucado) a força dali.  Chamando a igreja de “Um antro de comunistas”. Leandro e Pila protestam, mas acabam deixando essa conversa de lado, assim que sabem do que aconteceu com a avó.  Leandro se oferece para ir com a avó, mas com o tiro de raspão nas costas é impedido por Luna. Pilar vai com a avó, que fica em observação internada para no dia seguinte fazer alguns exames.
...
Dona Socorro volta para casa depois de uma série de exames e é mimada por todos da família, e acaba se aproximando ainda mais de Elisa. Pilar questiona Luna sobre o motivo de tanto ódio contra o Padre Leon e ela desconversa. Heitor e seu filho Dieguito vem ao povoado visitarem a matriarca dos Valle, o que deixa Carmem intrigada. Otto beija Luna na boca enquanto todos paparicam Dona Socorro. Dieguito sai com Leandro para conhecer o povoado e os dois descobrem algo além dos pitorescos casarões históricos: miséria, lixo, fome, falta de saneamento. Prostitutas, mendigos, barracos, esgoto a céu aberto. Ali perto Leônidas tira satisfação com sua amante Juanita por causa do seu envolvimento com os moleques desordeiros. Ele bate nela, que fica ajoelhada chorando ali mesmo, numa viela. Leandro e Diego a encontram, o menino se comove com uma moça tão linda machucada daquele jeito.  Heitor observa de longe Carmem, o que a deixa ainda mais intrigada. Diego e Leandro tentam cuidar dos ferimentos de Juanita que se recusa a falar sobre o acontecido. Sem nada limpo para um curativo Leandro vai procurar algo para usar. A sós com Diego Juanita chora de novo.
...
Os ânimos se acalmam aos poucos. Dona Socorro continuou sentindo sintomas estranhos mas não perdeu a compostura, disfarçando na frente de todos, menos de Elisa com quem compartilhou enjoos e reclamações. Elisa nem percebia as coisas estranhas que aconteciam: copos voando, lençóis saindo pela janela, quadro caindo da parede depois de um espirro e até mesmo portas e janelas se fechando. Mas Dona Socorro percebia, achava engraçado, e a relação das duas ia se construindo.  Lorenzo não conseguiu se entender com filho e com a mulher perdeu o fogo da paixão com a gravidez dela.  Passava dias viajando de propriedade em propriedade com a companhia voluntária de Blanca, que não deixava nada passar. Ela queria muito mais que ter o tio nas mãos, nutria um tipo de desejo por ele desde pequena. Não como o de Otto por Luna, esse era besteira de adolescente. Pilar e Elisa levam dona Socorro para buscar os exames e descobrem: leucemia. A doença se espalhava pelo corpo da matriarca da família Valle e como se contaminasse a todos dela e do povoado, uma nuvem se formou em cima de todos.
...
Dona Socorro começou o tratamento sem perder a força, tentava não deixar a tristeza dominar a todos. Nesse meio tempo Heitor e Dieguito visitavam o povoado o que acabou estreitando a relação de amizade do menino com Juanita  e o estranhamento de Carmem com o pai dele. Leandro e Paulo estreitaram as relações por causa de Pilar, que começou a ficar incomodada com essa aproximação. Leônidas leva em frente o pedido de emancipação de Piensamento. Leon organiza reuniões com o povo da cidade para contar as verdadeiras intenções do corrupto. Em meio a um clima nada ameno a equipe do pesquisador Lucas da Silva (Caio Paduan) de uma universidade da capital, inspirado por um livro acadêmico sobre outra cidadezinha (uma tal de Antares) resolve organizar uma pesquisa sobre o modo de vida local. Luna se desestabiliza com a doença da mãe, toma um porre, e acaba transando com Otto. Carmem sente um cheiro de perfume de mulher nas roupas de Leônidas. Juanita conta sua história para Dieguito: sofreu demais nas mãos de um padrasto, até ser acolhida por Rosa Del Fuego e apreender sobre justiça e a esperança de uma sociedade mais justa com Padre Leon. Blanca aproveita que o foco de todos na família está voltado para a doença da avó e tenta seduzir Lorenzo. Lorenzo acha cada vez mais estranho o comportamento da sobrinha, as saídas do filho durante todo o dia e os rombos no dinheiro da família que só aumentam. A doença de Dona Socorro avança ao passo que a gravidez de Elisa também: cada vez mais lunática a moça se esquece do seu plano infalível de viver na prática uma história de “realismo mágico” e passa a cuidar da sogra e a passear sozinha pelos arredores da fazenda e do povoado. Lucas entrevista todos na cidade e mapeia a desigualdade da cidade, o que deixa Heitor enfurecido com a propaganda ruim que o rapaz e sua equipe farão da cidade e consequentemente do povoado. Numa dos passeios de Elisa pelo povoado a tarde, ela cruza com Lucas, seu ex-namorado que se surpreende ao reencontrá-la. Luna tenta resistir a Otto, mas os dois acabam transando novamente e sendo pegos por Carmem. Leônidas avança seu plano de emancipação de piensamiento. Um barraco homérico acontece na fazenda e Carmem bate em Luna, que joga na cara da irmã que ela nunca amou os filhos, nem o marido, e também não é amada por ninguém. Chorando e sangrando Luna se refugia na sacristia e nos braços de Leon: eles eram apaixonados desde a infância, mas o espírito idealista dele venceu o amor e na esperança de salvar não só almas, mas também levar uma luz para acabar com a ignorância da população trabalhadora. Luna então se casou com o irmão gêmeo de Leon: Noel que desapareceu três dias após uma intensa noite de amor ao ar livre no rio que contorna o povoado.  Leônidas procura Juanita e a estupra sem saber que Dieguito estava escondido vendo tudo. Bêbado, o vereador acaba brigando feio com Heitor e rompendo a coligação. Paulo e Leandro planejam uma manifestação contra Leônidas e a emancipação do povoado. Os dois acabam transando e sendo pegos por Pillar.
...
Luna volta devastada em casa e é ignorada por todos, menos por Elisa. Depois de conversar com Dona Socorro, as duas planejam o casamento para Luna. Sensual como nunca, e disposta a encerrar o caso, Carmem vai até o gabinete de Heitor e propõe o casamento dele com Luna, a fim de apaziguar os ânimos entre ele e a família Valle e reconstruir a aliança. Decidido a dar o troco em Lêonidas, Heitor beija Carmem fervorosamente. Ela até se recusa, mas ao relembrar o seu casamento e as traições do marido, corresponde. Seriam amantes e ele se casaria com Luna. Pilar perplexa com o que viu entre Paulo e Leandro acaba desabafando com Blanca.  Otto procura os serviços de Juanita, após ela brigar com Dieguito por que ele a pediu em casamento. Num jantar organizado apressadamente, Luna é informada do seu próprio noivado. Num surto ela corta os seus lindos cabelos longos (que soltos batiam quase no joelho) curtos com uma faca e jura que só se casará com Heitor quando seus cabelos crescerem até o chão. Carmem procura a ajuda do curandeiro do povoado e faz um chá com uma erva que promete fazer crescer os cabelos da irmã; Mas como ela exagera na dose, os cabelos de Luna crescem e invadem todos os cômodos da casa e todo o seu exterior, deixando a dona das madeixas em coma deitada no chão. Paulo conta a Juanita sobre sua sexualidade e sua relação com Leandro, ela se enfurece e procura Dieguito e tira a virgindade dele. A manifestação organizada por Paulo, Rosa e Leon é iniciada, e Leônidas reage com força bruta dos PMs locais. Preocupadas com Leandro, Pilar e Elisa (mesmo grávida) adentram o fuzuê e são atingidas por uma granada de gás lacrimogêneo e ela desmaia, sendo socorrida por Lucas. Blanca tenta novamente seduzir seu próprio tio e após mais uma recusa ameaça contar sobre os desvios a todos; Mas ele garante que não tem nada a ver com aquilo e que irá descobrir quem é. Frustrada ela conta sobre a sexualidade de Leandro e o deixa enfurecido. Juanita começa a passar muito mal e Rosa levanta a hipótese de que a moça contraiu HIV ou outra doença. Dona Socorro começa a passar muito mal. No meio do confronto entre manifestantes e policia Elisa dá a luz a uma menina: a chama de Clara (homenagem à mulher que via espíritos e tinha o dom de levitação, a protagonista de certo romance), a menina chega ao mundo chorando muito, mas ao se aconchegar entre o colo da mãe, dorme. Junto com a criança, um sono vai tomando conta de todos: manifestantes, PMS, curiosos, quem estava fora ou dentro de casa. Diferente da epidemia de insônia de Macondo, uma cidadezinha chilena não muito longe dali, uma epidemia de sono tomava conta de piensamiento.
...
Chegando e estranhando o silêncio, Noel, o irmão de Leon, que fora dado como morto, resurge e aos poucos todos acordam junto da luz de um novo dia que nasce. O reencontro dos irmãos é estranho: falta de empatia, de amor. Noel conta que foi levado pela correnteza até outro país e após anos de amnésia, só agora recuperou a consciência. A chegada da neta traz novo ânimo à dona Socorro, que melhora um pouco. A alegria da avó com sua netinha é tão grande que a presenteia com as bugigangas que roubou durante toda uma vida, de velórios e cerimônias fúnebres que visitou na casa de todos os habitantes do povoado. Paulo é preso e torturado na delegacia local. Elisa tenta acordar de todas as formas a cunhada, até mostrando sua filhinha. Carmem corta os cabelos de Luna, mas crescem instantaneamente impossibilitando a locomoção na casa. Lorenzo arranja um casamento do filho com Blanca a força, no mesmo dia que o ele aparece na casa. Lucas presencia esse absurdo e tenta impedir e acaba mencionando Elisa, o que desencadeia um briga corporal. Casados Blanca e Leandro acabam se odiando, e ela toma o resto das ervas que sua mãe usou em Luna e fica em coma, com os cabelos crescendo desenfreadamente. Socorro fica ainda mais debilitada. Juanita e Leon conseguem armar a fuga de Paulo com a ajuda de Noel. Juanita confirma o diagnóstico de HIV. Clara mesmo com poucos meses já desenvolve uma personalidade peculiar e exótica. Elisa se decepciona pela falta do rabinho de porco e de poderes psíquicos na filha.  Leandro tem um confronto forte com o pai e o culpa pelo que fizeram com Paulo. Pilar consola o primo, e com o apoio do novo amigo Lucas, decide ser a porta-voz dos jovens da cidade para conscientizar o povo sobre plebiscito que decidira o futuro do povoado. Assim que resolver o problema com “as borboletas” em seu estômago. Leon e Noel se unem para tentar acordar Luna.
QUAL IRMÃO IRÁ CONSEGUIR ACORDAR LUNA? QUAL O DESTINO DA PECULIAR CLARA? SOCORRO SOBREVIVERÁ? QUEM REALMENTE ESTÁ CORROENDO O PATRIMÔNIO DA FAMÍLIA VALLE? DE QUEM JUANITA CONTRAIU HIV? SERÁ QUE ELA NÃO TRANSMITIU PARA DIEGUITO OU OTTO? PILAR CONSEGUIRÁ VENCER SEU MEDO DE FALAR EM PÚBLICO? A EMANCIPAÇÃO DO POVOADO ACONTECERÁ?  PAULO E LEANDRO LEVARAM SEU RELACIONAMENTO PARA FRENTE? ELISA É SÓ UMA LUNATICA OU ALGUÉM COM OUTRAS INTENÇÕES?

*Bônus tema de Leon e Luna <3
avatar
sandyleahlove

Mensagens : 33
Data de inscrição : 17/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum